O DIABO ESTÁ NA MODA

E o Brasil continua, apesar de alguns esforços contrários, a dar bons exemplos na sua caminhada rumo à igualdade. Se até as novelas da Globo agora têm uma cota de beijos gay, começamos a ver mais um movimento se levantando para lutar por seus direitos na sociedade civil: os simpatizantes do Diabo.

Já consolidada no undergound roqueiro e, principalmente, metálico, essa corrente religioso-filosófica-musical-whatever conseguiu, na última semana, uma exposição no mainstream jamais imaginada. Ok, o incêndio de igrejas na Noruega, no início da década de 1990, também deu bastante ibope, mas aquilo só ajudou a queimar (ops) o movimento. Agora, é diferente: dois episódios, aparentemente isolados, acabaram criando uma espécie de agenda positiva, e o Diabo ficou bem na fita.

https://adunaphel13.files.wordpress.com/2011/10/vargvikernessmile1.png?w=700

Primeiro, o prefeito de São Paulo City, Fernando Haddad, presenteou o Papa Francisco com um CD chamado “Sobrevivendo no Inferno”. Imagine o Bergoglio velho de guerra ouvindo no celular (obviamente, ele já converteu o álbum em mp3) Mano Brown esbravejando “Adolf Hitler sorri no Inferno”! Porém, seria bem mais legal se o petista levasse um disco do Demo Lóki MC (se o trabalho existisse, claro). Só esse vídeo é melhor do que qualquer coisa feita pelo Massacration.

O segundo evento que abalou as estruturas da internet tupiniquim foi o termo “black metal”, que chegou aos trend topics do Twitter no Brasil, tudo graças a uma declaração da Paula Fernandes. Ou seja, se Deus gosta de samba, como diria a canção do DFC, o Diabo curte mesmo é um sertanejo universitário. E antes que os “true” ergam seus machados, deixo aqui o link para um post em que listei seis motivos para levar o black metal a sério.

Resumindo: tinhoso, capeta, coisa ruim, Eduardo Cunha, maligno, tranca-rua, rei das trevas, Xuxa, capiroto, cramulhão, Belzebu, Silas Malafaia, chifrudo, demônio, Eurico Miranda, cheiro de enxofre, Satanás. Não interessa como você chama o seu malvado favorito. O importante é sair do armário (digo, da catacumba) e mostrar para o mundo o Diabo que existe em você!

 

Anúncios

POR QUE TODOS DEVERIAM GOSTAR DE BLACK METAL

Muita gente acha o black metal uma piada de mau gosto. Seja pelo visual, pelo “orgulho nórdico” sustentado por algumas bandas (mesmo os caras sendo, sei lá, do sertão baiano) ou porque os true fans são, em geral, muito chatos; poucos levam a sério o metal negro. Por outro lado, há também bons motivos para curtir o gênero. Eu poderia listar aqui 666 razões, mas, por questão de tempo e espaço, confira apenas seis delas; é o bastante para os detratores reverem seus conceitos e terem um pouquinho mais de boa vontade com esses adoradores da escuridão. Continuar lendo